Exames de controle de densitometria óssea

densitometria femur

As vantagens e  indicações para realização de exames de controle preconizadas são as seguintes:

Medidas seriadas de densidade mineral óssea podem demonstrar a eficácia do tratamento, detectando estabilidade ou ganho de densidade mineral óssea.

O período de intervalo entre exames deve ser determinado de acordo com a condição clínica de cada paciente.

 

Habitualmente, um ano após o início ou mudança do tratamento, nova medida de densidade mineral óssea é apropriada.

Medidas seriadas de densidade mineral óssea podem identificar ausência de resposta ao tratamento, caso seja observada perda de densidade mineral óssea, sugerindo necessidade de ser reavaliada a opção terapêutica, bem como a necessidade de se investigar  a presença de causas secundárias de osteoporose e perda óssea.

 

Maiores intervalos deverão ser observados quando a eficácia terapêutica já estiver estabelecida.

Em condições associadas à perda óssea rápida, como tratamento com glicocorticóides, exames com periodicidade menor conseguem identificar alterações significativas.

 

A MVS deve ser utilizada para avaliar as variações observadas entre medidas seriadas da densidade mineral óssea.

 

 

 

Deixe uma resposta

Translate »