Qualidade de vida

Utilize nosso portal com notícias e orientações aos pacientes além de informativos com artigos científicos aos médicos que atuam na área de osteoporose. Mais »

Prestação de serviços em laudos de Densitometria

Somos uma empresa focada em oferecer soluções em Diagnóstico por Imagem e Telerradiologia com alta qualidade técnica e científica prestando atendimento a pacientes, médicos, clínicas, hospitais e prefeituras. Mais »

Melhore a prestaçao de serviços de sua clínica aos pacientes

Oferecemos um sistema de laudos agilizando a entrega dos exames. Mais »

Envie exame de densitometria para laudo

Use nosso sistema simples e seguro de telerradiologia para que o seu exame de densitometria seja enviado a nossa central de laudos. Não há necessidade de PACS. Mais »

Possuímos servidor exclusivo e dedicado para telerradiolodia

Oferecemos também um servidor exclusivo para envio de grande quantidade de exames e para exames de outras modalidades diagnósticas como Radiologia geral e contrastada, Tomografia Computadorizada e Ressonância Magnética. Mais »

 
examedensitometria

Como é feito o exame de densitometria óssea

Este exame geralmente é feito em nível ambulatorial após agendamento.

No exame de densitometria que mede a densidade óssea do quadril e da coluna, o paciente deita-se em uma mesa que constitui o aparelho em que um gerador de raios-x está localizado abaixo do paciente e um dispositivo detector é posicionado acima.

Para avaliar a coluna vertebral, as pernas do paciente são suportados em uma caixa acolchoada para alinhar a pelve e porção inferior da coluna lombar. Para avaliar o quadril os pés do paciente é colocado em um apoio triangular e preso por uma cinta permitindo a rotação interna do quadril para dentro. Em ambos os casos, o detector é lentamente movido sobre a área examinada permitindo a geração de imagens num monitor de computador. 

osteoporose3

Fatores de risco para osteoporose

 

Diversos fatores, físicos e ambientais, podem aumentar o risco de osteoporose. Os principais são:

 

Sexo – mulheres estão mais sujeitas do que homens, pois têm ossos mais leves e finos e porque na menopausa deixam de ter a proteção do hormônio estrógeno;
Idade – O processo natural de envelhecimento reduz a velocidade de reposição de novas células ósseas pelo organismo;

 

Histórico familiar – Existe um componente genético na osteoporose e, por isso, quem tem familiares que já apresentaram a doença está mais sujeito a desenvolvê-la também;

dexa2

Tempo de intervalo de exame da densidade óssea em idosas.

Artigo publicado na New England Journal of Medicine, cuja referência está no fim da postagem, discute o tempo de intervalo de exame e a transição para osteoporose em mulheres mais velhas.

O objetivo deste estudo foi determinar o tempo requerido entre dois estudos de densidade mineral óssea (DMO) para identificar osteoporose em mulheres com 65 anos ou mais. Os autores estudaram por 15 anos 4957 mulheres pós-menopáusicas com vários índices de T-score. O seguimento dessas mulheres incluía exames de estudo no ano 2, 6, 8, 10 e 16.

Densitometro

Indicações da Densitometria Óssea

A Sociedade Brasileira de Densitometria recomenda a realização do exame de densitometria óssea nos seguintes casos:

– Mulheres de 65 anos de idade ou mais e homens a partir dos 70 anos, independentemente dos fatores de risco;


– Mulheres na transição da menopausa com fatores de risco específico, associados com o risco aumentado de fratura, tais como baixo peso, fratura anterior por fragilidade e aumento do risco por uso de medicação;

– Mulheres jovens na pós-menopausa e homens entre 50 e 70 anos de idade com algum fator de risco mais importante;

– Homens com idade inferior a 70 anos e com fatores de risco para fraturas;

osso osteoporose

Definição de Osteoporose

A estrutura óssea do corpo humano é constituída por um tecido dinâmico em que diversas células atuam no sentido de renovar e remodelar o osso. Quando ocorre um desequilíbrio nesta formação celular, o esqueleto passa a apresentar uma baixa densidade e degeneração da micro arquitetura óssea sendo então caracterizada a osteoporose.

A osteoporose pode progredir com o tempo e fazer com que o osso se torne cada vez mais poroso e fraco aumentando a possibilidade de fratura.

Atinge principalmente mulheres após a menopausa e idosos de ambos os sexos, geralmente apresenta evolução progressiva ao longo dos anos assintomática porém que pode se manifestar com alterações posturais, perda de altura, dores nas costas e em casos mais avançados com fraturas habitualmente relacionadas a traumas leves, sendo o quadril, coluna e punho os locais mais frequentemente suscetíveis a quebras.

Entretanto, a osteoporose é uma doença que pode ser prevenida e tratada.

A incidência da osteoporose vem aumentando no mundo devido, em parte, ao envelhecimento da população e é atualmente considerada um dos problemas de saúde mais comuns e mais sérios da população idosa, especialmente a do sexo feminino.

 

 

Translate »