Arquivo de Tags: osteoporose

atividade fisica e ostoeporose

O aumento da atividade física está associada com o desenvolvimento de maior pico de massa óssea em homens

Acredita-se que o pico de massa óssea seja um fator importante relacionado ao risco de osteoporose em fases mais tardias da vida. Aumentar a massa óssea através de uma maior atividade física deve ser importante para prevenir ou retardar a osteoporose. No entanto, pouca informação está disponível para associar atividade física e pico de massa óssea. Os autores do estudo pulicado Journal of Bone and Mineral Research com o objetivo de determinar se uma maior quantidade de atividade física ao longo de um período de 5 anos foi associado com maior conteúdo mineral do osso, densidade mineral óssea volumétrica e tamanho do osso cortical em homens adultos jovens. O estudo foi baseado em dados coletados de 833 homens com idade média de 24,1 anos, durante a 5 anos de seguimento.

fratura osteoporose

Risco de fratura em homens

 

A fim de identificar os pacientes que se beneficiarão do tratamento da osteoporose, ferramentas como FRAX® que identificam os indivíduos com alto risco de fratura foram criados.

O FRAX® considera pelo menos nove fatores de risco que variam de idade até história de fratura anterior. No entanto, estilo de vida e os fatores sociais não incluídos no FRAX® também têm sido associados com o risco de fratura.

Foi  recentemente publicado no journal of Bone Mineral Research  estudo para identificar com precisão os homens com risco elevado de fratura futuro, independente da causa. *

fratura osteoporose

Fraturas relacionadas a osteoporose

Geralmente a evolução da osteoporose ocorre de forma silenciosa e por apresentar  poucos sintomas, muitas vezes só é diagnosticada quando  os ossos se tornam tão frágeis a ponto de quebrarem com pequenos traumas.  Como a sua evolução é lenta, ela pode levar vários anos para ser diagnosticada.

Outra forma de perceber a instalação da osteoporose é pela mudança na postura e redução da altura da pessoa. Pela fragilidade óssea algumas vértebras vão sofrendo pequenas fraturas com redução de seu tamanho promovendo acentuação das curvaturas da coluna. Em consequência disto podem apareder dores nas costas e membros porque a maior curvatura da coluna  e as fraturas nas vértebras podem comprimir raízes nervosas.

A fratura de fêmur é a conseqüência mais temida da osteoporose, associando-se a elevada morbidade e mortalidade.

cálcio

Prevenção na Osteoporose

Se você identificou pertencer a algum grupo descrito em nossa postagem sobre fatores de risco para desenvolver osteoporose, saiba que algumas pequenas mudanças no estilo de vida ajudam a reduzir a possibilidade de surgimento da doença.

As duas recomendações principais são a prática de atividades físicas e a alimentação saudável.

A atividade física além de agir diretamente no esqueleto favorecendo a formação de massa óssea auxiliando a fixação do cálcio nos ossos, também influencia na força muscular e equilíbrio diminuindo o risco de quedas e consequentemente de fraturas.  É importante uma avaliação médica sobre o tipo de atividade que é recomendada para cada paciente e seguir  um plano de exercícios elaborados por um profissional da área.

A outra recomendação importante se refere a uma alimentação com produtos ricos em cálcio e vitamina D.  

densitometriaossea

Benefícios e limitações da densitometria óssea

Benefícios: 

A densitometria óssea é um exame simples, rápido e não invasivo.

Não há necessidade de sedação ou uso de meios de contraste.

O exame de densitometria óssea é o método mais preciso disponível para o diagnóstico de osteoporose e também é considerado uma estimativa precisa do risco de fratura.

A quantidade de radiação utilizada é extremamente pequena, inferior a um décimo da dose padrão de raios-x convencional, e menos do que a exposição de um dia para radiação natural.

Translate »